Connect with us

Politize-se

STF mantém regra que reduz impacto dos ‘puxadores de voto’

Redação Painel em Pauta

Publicado em

Decisão importante do Supremo Tribunal Federal, a corte declarou constitucional a regra da minirreforma eleitoral de 2015. Candidatos ao legislativo precisam ter no mínimo 10% ou mais do consciente eleitoral para serem eleitos.

Na prática fica mantida a mudança que foi feita na minirreforma eleitoral de 2015, que já foi aplicada nas eleições de 2018, ou seja, o “puxador de votos” vai ter o seu impacto, mais ele está limitado. Nas eleições por coligações, as chamadas eleições proporcionais, quando um candidato é muito popular e acaba puxando mais votos, os outros candidatos para terem esse benefício, vão precisar atingir no mínimo 10% do consciente eleitoral para serem eleitos.

Luiz Fux, ministro relator da minirreforma eleitoral (Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF)

“O que acontece na prática é que o eleitor brasileiro vota em um candidato e não em uma coligação e que, portanto, isso ajuda a reduzir os problemas do sistema eleitoral”, ressaltou o ministro relator do caso, Luiz Fux.