Connect with us

Painel Jurídico

Eleições OAB: Luiz Viana sustenta sua candidatura à CFOAB

Publicado em

Em matéria publicada no site Metrópoles no início do mês, apontava que Felipe Santa Cruz formaria chapa única para eleger o sucessor na OAB Nacional, na publicação afirmava-se que a disputa à presidência do Conselho Federativo da Ordem dos Advogados do Brasil (CFOAB), seria chapa única, formada pelo conselheiro federal do Amazonas, Beto Simonetti, apontando-o como o futuro presidente da OAB Nacional com apoio de 22 estados e do Distrito Federal.

O atual vice-presidente do CFOAB, Luiz Viana Queiroz, reagiu a publicação e em nota disse. “O processo eleitoral não está concluído, e o registro de chapas começa em 31 de julho e se encerra no dia 31 de dezembro. Portanto, não há chapa única para a disputa eleitoral que ocorrerá em 31 de janeiro do próximo ano, após as eleições das seccionais nas 27 unidades da Federação. Ou seja, sequer o colégio eleitoral que decidirá a futura direção do CFOAB está formado”.

Críticas em torno da partidarização da instituição tem sido cada vez mais intensas e alvo de manifestações por parte de membros da OAB, como deixou claro o tesoureiro, Luíz Noronha, ao se referir ao presidente Felipe Santa Cruz, “Já sugeri ao candidato da situação, Beto Simonetti, um debate para tornar públicas as propostas de gestão da entidade, sem obter resposta”, afirmou Noronha.

Opositor a gestão partidária praticada pelo atual presidente, Felipe Santa Cruz, o vice, Luiz Viana, tem se posicionado e levantado diversas campanhas com temas como: “Movimento OAB em Defesa da Advocacia”, “Diretas Já” e “Chapa Única Não”, “Chapa única é tirar o seu direito de escolher. Se você é advogado ou advogada, não deixe isso acontecer”, afirma Luiz Viana.

Em sua nota no Metrópole, Luiz Viana põe em xeque que ele é defensor de induzir caminhos partidários, deixando claro que, da parte dele, não existe manifestação publica de apoio político-partidário dentro da instituição.

Outro ponto relevante, é a defesa sobre eleições diretas na OAB manifestada por Luiz Viana. “Se fizer um plebiscito, acho que mais de 99% vão querer a eleição direta. Então por que não aconteceu ainda? Não aconteceu porque alguns se acham donos da OAB”. Enfatizou o Vice-presidente do Conselho Federal da OAB em publicação nas suas redes sociais.